06- OS POVOS SEMINÔMADES E OUTROS

A Era da Sabedoria
21 de setembro de 2018 Pamam

No tempo de Nabucodonosor, o Oriente Próximo era habitado por inúmeros povos que viviam em tumulto, escravizando e sendo escravizados, matando e sendo mortos, fazendo e desfazendo grupos, em um estado de verdadeira selvageria, sempre ao redor dos grandes impérios, como o Egito, a Babilônia, a Assíria e a Pérsia. Eram eles os fenícios, os sírios, os cimérios, os cilicianos, os capadócios, os bitinianos, os ashkanianos, os misianos, os meonianos, os carianos, os licianos, os panfilianos, os pisidianos, os licanianos, os filistinos, os amoritas, os cananitas, os amonitas, os edomitas, os moabitas e mais dezenas de povos, com cada um deles se julgando o mais importante da Terra.

Pode-se aqui constatar plenamente a imensa influência dos espíritos obsessores quedados no astral inferior sobre as nações, que se fazendo de deuses faziam guerrear os povos — a quem obsedavam — com os demais, no intuito de enfraquecer aos deuses que eram os seus rivais e que comandavam os outros povos. Assim, ao vencerem as guerras que provocavam, os seus povos subjugavam aos demais, enquanto os seus deuses rivais passavam a fazer parte integrante das suas falanges.

Dentre esses povos vale ressaltar os fenícios, que eram mais adiantados. A Fenícia se situava entre a Síria e o mar. Os fenícios se tornaram os mais afamados em termos de comércio no mundo antigo, e quando se libertaram do Egito, em 1.200 a.C., tornaram-se os maiores navegadores do Mediterrâneo. A cidade de Biblos permaneceu até o fim a capital da Fenícia. E pelo fato do papiro ser um dos seus principais artigos de comércio, os gregos tomaram o nome da capital como sinônimo de livro: biblos; saindo daí o nome do livro dito sagrado dos falsos cristãos, a Bíblia.

Do mesmo modo vale ressaltar os sírios, que ficavam atrás da Fenícia. A capital da Síria era Damasco, cujos reis dominaram doze pequenos povos vizinhos e resistiram com sucesso aos ataques da Assíria. Os seus habitantes eram mercadores semitas que enriqueceram com o tráfico das caravanas.

Todos esses povos contribuíram para a expansão da civilização no Oriente Próximo, disseminando as suas culturas pela região, mas nenhum deles contribuiu para enriquecer a humanidade dos preciosos ensinamentos da Saperologia.

 

Continue lendo sobre o assunto:

A Era da Sabedoria

08- A PÉRSIA

O termo pérsia costuma normalmente ser reservado para se referir ao Império Persa, em uma ou mais de suas diversas fases históricas, que teve início mais ou menos em...

Leia mais »
A Era da Sabedoria

09- A ÍNDIA

A Índia deve ser concebida como um continente tão populoso e variado de línguas como a Europa, e quase tão variado em climas e raças, em literatura e arte,...

Leia mais »
A Era da Sabedoria

09.01- Krishna

Após encarnar como Hermes, no Egito, esse espírito vindo da humanidade a qual seguimos na esteira evolutiva do Universo, com o propósito de nos espiritualizar e nos esclarecer sobre...

Leia mais »
Romae