05- AS TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO

A Adm. de Empresas
13 de agosto de 2020 Pamam

Antes do século XX a administração vinha evoluindo em passos muito lentos, já que o surgimento e a consolidação do capitalismo industrial vinha ocorrendo de forma bem gradual, tendo se iniciado com o declínio das bases do sistema feudal e o surgimento da produção de manufaturas, gerando um incremento da burguesia mercantil, que passou a ser a classe dominante, apoiando a consolidação do Estado absolutista, já que havia percebido que o poder real e absoluto dos monarcas impedia o seu crescimento, quando então passou a defender as teorias do liberalismo econômico até consolidar o seu poder.

As associações que surgiram na Idade Média para regulamentar as diversas atividades, denominadas de corporações de ofício, foram aos poucos sendo substituídas pelo trabalho assalariado entre os séculos XVI e XVIII, quando então a Revolução Industrial passou a proporcionar uma maior modernização da sociedade, ensejando a que o pensamento administrativo tivesse o seu início. Foi nesse contexto entre os séculos XIX e XX que os Estados Unidos se tornaram a principal potência industrial da Terra, quando então proporcionou o surgimento de uma das primeiras teorias da administração: a administração científica, também denominada de taylorismo.

A partir daí, os mais diversos tipos de assunto que diziam respeito à administração passaram a ser abordados, o que possibilitou a que diferentes autores viessem a fornecer as suas contribuições para esses diversos tipos de assuntos, proporcionando os mais diferentes enfoques, todos com as suas próprias características, apesar de todos esses autores serem ignorantes a respeito da espiritualidade, mas que as suas teorias são válidas para o enriquecimento técnico do administrador, porque todas essas teorias foram elaboradas como uma resposta para os problemas empresariais de sua época, tendo apresentado soluções específicas para os problemas que se apresentavam.

Nesse contexto, em que os diferentes autores deram as suas contribuições para a administração, as principais teorias administrativas foram as seguintes:

  1. Administração Científica ou Taylorismo (1903)
    • Essa teoria aplica a ênfase nas tarefas, buscando a racionalização do trabalho no âmbito operacional, com o foco no empregado, procurando aumentar a produtividade e a eficiência, não levando em consideração a estrutura organizacional e as necessidades sociais dos funcionários.
  2. Teoria da Burocracia (1909)
    • Essa teoria aplica a ênfase na estrutura organizacional, mais precisamente no fluxo de informações, tendo como objetivo a racionalidade da organização, baseada em regras e normas, cujo foco compreende toda a organização, apresentando uma certa rigidez, em que a lentidão depende da abordagem em relação aos controles internos, sendo consistente e eficiente.
  3. Teoria Clássica (1916)
    • Essa teoria aplica a ênfase na estrutura organizacional, em que o foco se situa na gerência, proporcionando uma visão de cima para baixo, defendendo o planejamento como sendo uma das principais funções do administrador.
  4. Teoria das Relações Humanas (1932)
    • Essa teoria aplica a ênfase nas pessoas, tendo sido iniciada a partir da experiência de Hawthorne, em que se analisou as relações de produtividade com a iluminação da fábrica de equipamentos eletrônicos de Hawthorne, defendendo um maior enfoque na organização informal, com ênfase na comunicação, na liderança, na motivação e nas dinâmicas de grupo.
  5. Teoria Estruturalista (1947)
    • Essa teoria aplica a ênfase tanto na estrutura organizacional como no ambiente, em que se analisa a estrutura organizacional tanto no seu aspecto formal como no informal, assim como a organização interage com o ambiente e aprende com ele.
  6. Teoria dos Sistemas (1951)
    • Essa teoria aplica a ênfase a análise da natureza dos sistemas e a inter-relação entre as suas partes, assim como a inter-relação entre eles em diferentes espaços, salientando as suas leis e princípios, partindo-se da suposição de que o sistema é um conjunto de partes coordenadas e não relacionadas diretamente, formando um todo complexo.
  7. Abordagem Sociotécnica (1953)
    • Essa teoria aplica a ênfase no desenvolvimento da organização, através de uma abordagem do projeto de trabalho organizacional complexo que reconhece a interação entre as pessoas e a tecnologia nos locais de trabalho. Refere-se também à interação entre as complexas infraestruturas da sociedade e ao comportamento humano.
  8. Teoria Neoclássica (1954)
    • Essa teoria aplica a ênfase na estrutura organizacional, sustentando-se na prática cotidiana da administração, ao reafirmar os princípios contidos na Teoria Clássica, assim como os princípios gerais da administração, porém de forma redimensionada.
  9. Teoria Comportamental (1957)
    • Essa teoria aplica a ênfase nas pessoas, apresentando um enfoque behaviorista, sendo ela decorrente da Teoria das Relações Humanas, oferecendo uma visão do comportamento inserido no contexto organizacional.
  10. Desenvolvimento Organizacional (1962)
    • Essa teoria aplica a ênfase no desenvolvimento organizacional que diz respeito a uma estratégia que visa mudar certos comportamentos, padrões, crenças, valores e atitudes dos profissionais, através da compreensão dos ambientes internos e externos, a fim de evidenciar aquilo que a organização considera adequado ao seu ambiente, aumentando a participação dos funcionários nos assuntos organizacionais.
  11. Teoria da Contingência (1972)
    • Essa teoria aplica a ênfase no ambiente e na tecnologia, defendendo o princípio de que não há uma maneira melhor de organizar, uma vez que uma forma de organizar pode não ser eficaz da mesma forma em todas as situações.

 

Continue lendo sobre o assunto:

Romae